28/04/2015

Contos de terror: Reflexo ▲

(Arte por: Ikimaru l Tumblr)
Hi cherries!
Bom dia! Tudo bem? Como esta sendo a Terça de vocês? A minha esta sendo ótima! Hoje eu ainda vou sair as 15:00 da escola \o/. Mas infelizmente não vamos ter recreio (e eu já tinha combinado oque fazer nele) :'(. Hoje eu decidi trazer mais um conto de terror, só que dessa vez a autora dele será eu \o/. Eu recomendaria ler ele em um lugar com luz, e sem algum espelho por perto. Vamos ver?

Uma família havia comprado uma casa, ela era isolada de todos. Sem vizinhos, nem nada. Os planos da família era construir uma fazenda, e por isso compraram essa casa.
- Mãe, aqui não tem nenhum sinal de wi-fi! (Disse Meggie, a filha mais velha)
- Nós não vamos mais precisar dessas coisas. (Disse a mãe)
- Bem feito para a Meggie! (Disse Monroe, o filho mais novo)
Meggie apenas virou os olhos, e entrou para dentro da casa. O papel de parede era amarelo, os dos quartos eram violeta. Meggie entediada, decidiu pegar apenas as coisas do seu quarto e arruma-las. E as outras coisas que se explodissem. Meggie começou pelo guarda-roupa, depois a cama, e depois algumas coisas que faltavam (como uma escrivania, etc). Meggie decidiu se deitar e relaxar, quando ouviu um som de vidro quebrando no banheiro. Talvez seja apenas o vento... (pensou Meggie). Quando Monroe entrou no seu quarto de barulho.
- A Meggie é idiota! (Disse Monroe)
- Cala a boca seu retardado! ( Meggie retrucou)
- É você!
- Me faz um favor? (Meggie perguntou)
- Qual?
- Vai lá no banheiro e vê oque foi esse barulho?
- Que barulho?
- Ata, você não ouviu?
- Não...(respondeu Monroe, com um ar de curiosidade)
- Eu não acredito! Então saia daqui sua peste!
E Meggie fechou a porta do quarto. Ela ainda estava convencida de que havia ouvido algo, de que não era coisa da cabeça dela. 
- Meggie! Vem cá! (Gritou a mãe do primeiro andar)
- Já vou! (Gritou Meggie do seu quarto)
Enquanto Meggie passava pela porta do banheiro, ela estava com uma pequena fresta, aberta. Meggie apenas ignorou pois sabia que teria sido o vento. E desceu a escadas.
- Que foi mãe?
- Meggie, que palhaçada é essa de ficar assustando o seu irmão?
- Mas mãe! Oque... (Meggie foi interrompida)
- Não! Eu não quero saber as suas desculpas, vá para o seu banho e para de assustar o seu irmão falando de barulhos na casa! Eu sei que você não gosta daqui! Mas não precisa ficar enviando coisas na cabeça do seu irmão!
Meggie apenas foi para o seu banho, quieta. Sem nem se quer dizer uma palavra ou suspirar. Mesmo com medo de entrar no banheiro, ela foi. Porém com uma lata de sal. Ela jurava ter ouvido algo, mas quando entrou, nada! Nem se quer algo quebrado, sujo ou arranhado. Ou algum odor estranho, apenas o vento a qual vinha de uma pequena janela. O banheiro era repleto por azulejos azuis. Quando Meggie passou pelo espelho, parecia ter visto algo, não ela. Porém foi algo rápido! E quando voltou para se ver estava tudo normal. E foi para o seu banho. Ela sentia a leve impressão de estar sendo observada, oque era perturbador já que ela estava no banho. Ela ficou ali por uns 20 minutos, e depois saiu. Secou seus cabelos com secador e se vestiu. Depois ela desceu até o primeiro andar, sua mãe estava assistindo TV, a sra. Thurner adoava séries envolvendo o mundo sobrenatural! Era algo estranho, e Meggie odiava! Adorava séries de romance e aventura! Talvez tenha puxado ao pai. E Meggie se dirigiu até a cozinha, onde Monroe comia uma banana. 
- Você contou para mamãe, não foi? (Perguntou Meggie)
- Contei, pois você é esquisita.
- Eu não sou esquisita...Eu apenas achei ter ouvido algo.
- Acho que você esta ficando louca.
- Não estou não! (Retrucou Meggie)
E voltaram a ficar em silêncio por um momento. E depois de duas horas (eram 21:30), a mãe finalmente havia terminado o jantar! E depois do jantar, Meggie foi se deitar. Ela foi vestir o seu pijama, e  viu uma garota estranha, não era o seu reflexo, era outra garota com uma parte do rosto mutilado e os braços mutilados também. Meggie ignorou e foi dormir. E no dia seguinte, Meggie foi encontrada morta com o mesmo padrão da garota. Fim...

13 comentários:

  1. Uau! Que inspiração hein? Bom, foi sinistro, mas legal <3.

    ResponderExcluir
  2. Tenho três tardes em que saio ás duas!Estou no nono, basicamente servem para estudar e ver series!
    Gostei do texto #^_^#
    Um pouco previsivel, mas ficou bem!
    SPN a mais rssssrs...
    Beijos Nate♡
    bwblackwords.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oushe, daqui a três anos eu acabo o primeiro grau :v. Mal posso esperar \o/. Acho que alguém morrer era a coisa mais provável...
      Kisses candy ♥

      Excluir
  3. Que bom que hoje é dia senão... Agora vou acabar o banho bem mais rápido! Se eu me visse observada já tava indo pra igreja, orando!

    Kissus da Iza // ★*゚*☆*゚**゚*☆*゚*
    By || Hi Tokki 안녕하세요 맛있는 ||

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu tivesse a impressão de estar sendo observada, eu já pegava o sal \o/.
      Kisses candy ♥

      Excluir
  4. Respostas
    1. Eu fico feliz que tenha gostado ^^.
      Kisses candy ♥

      Excluir
  5. LADO CORAJOSA: Achei legal, mas como sou teimosa estou lendo isso do lado do espelho do banheiro :v

    LADO MEDROSA: Mas também ao lado da minha mãe

    ResponderExcluir
  6. Nossa que coincidência,estava pensando em postar um conto de Terror meu no The Book of Stars hoje!Até tinha feito um rascunho no celular :v {Ainda bem que não se parece com o seu rsrrsrsrs}
    Mas adorei!Sério achei bem sinistro e legal <33
    Beijos!PS:Perto do espelho hihihihihi

    ResponderExcluir
  7. Meu Kami! Deuses, me segurem!
    Estou com medo de espelhos...
    E o pior: Vou me mudar próximo ano, socorro.
    Trabalhou muito bem nesse conto, Nate! Espero por mais :D

    Kissus
    XXXXXX

    ResponderExcluir

♥ Não falar palavrões
♥ De sua opinião, porém seja educado
♥ Se não gostar de algo e acha que deve melhorar, fale, mas educadamente
♥ Não ofender as postadoras
♥ Troco comentários
♥ Antes de pedir algo, fale sobre o post ou seu comentário será ignorado
♥ Aceito: ¨Seguindo, segue de volta?¨
♥ Não me peça para D-I-V-U-L-G-A-R algo a qual eu não estou participando, se caso eu gostar de algo no seu blog, eu irei divulgar por vontade minha.